Pular para o conteúdo principal

Rótulos não me definem.

Tenho visto cada coisa.
Que me incomoda profundamente.
O pré conceito.
Os rótulos.
Agregar uma imagem e de cara definir uma pessoa.
Rótulos não me definem.
Tatuagens.
Eu amo,adoro .
Mas ainda tem preconceito sobre isso.
Porque antigamente só meliantes ou pessoas de baixo escalão tinham.
Nem vem me dizer que esse preconceito já passou .
Porque não passou.
Aqui em casa mesmo,
Meu filho mais novo.
Fez uma tatoo do Harry Potter com Star wars.
Que ele mesmo desenhou.
Eu amei a abracei a causa dei a maior força.
Mas o pai...
Já ouvi muita mãe dizendo.
"Meu filho não joga esses joguinhos de tiros"
Meu deus .
Não é porque você joga Counter Stryke.
Que você será um marginal.
Na minha época também tinham jogos de luta como Street Fighter
Nem por isso sou violenta.
Temos que desmistificar esses dogmas.
O jogo ele trabalha toda nossa área conectiva.
Trabalha concentração estimula o cérebro.
No meu tempo também assistia desenhos animados .
Onde o pica pau ,fumava,bebia e andava com arma na mão.
O Coiote andava atrás do Papa léguas com bombas e granadas.
Nem por isso eu fumo,bebo e quanto menos virei terrorista.
Tudo tem um meio termo.
Um equilíbrio.
Se fizermos nossa parte .
Educando.
Educar não é reprimir.
Veja bem.
Educar é explicar.
Mostrar o certo e o errado também.
Porque criar filhos numa redoma.
Não dará certo.
O mundo lá fora tem de tudo.
Melhor seu filho aprender com você.
Pense nisso.
Não rotule .






Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Craft room

Bom dia!!!
Quem não quer ter um cantinho só seu??!!!
Aquele espaço que cabe tudo,onde tudo esta milimetricamente no seu lugar,onde podemos,fazer aquela bagunça gostosa na hora que estamos criando...
Um lugar onde só entra aquilo que gostamos,o meu é assim ainda não está totalmente do jeito que quero.
Mas aos poucos eu chego lá....
viajando no mundo dos blogs vi cada um...Aff .
Queria um pouquinho de cada.
Alguns que me chamaram mas a atenção por serem rosas.
Mas não posso ser tendenciosa..
Então ai vai algumas fotos,
Espero que gostem.

Uma menina guerreira.

Conheci uma menina.
Ela tinha 7.
Eu 17.
Sempre tive vontade de ter uma irmã.
Ela se tornou minha irmã mais nova.
Empatia desde do primeiro olhar.
Envergonhada.
Parecia a Emília do Sítio do Pica Pau Amarelo.
Uma graça.
Saíamos juntas.
Cinema.
Teatro.
Restaurantes.
Shoppings.
Tudo que eu via.
Se me lembrasse ela.
Eu comprava para ela.
Moranguinhos.
Sapatos e roupas.
Biquinis.
Isso era um sério problema .
Porque ela odiava biquinis .
Ela foi crescendo.
Mudando.
Tendo opiniões.
Gostos.
Personalidade forte.
Fazia lista de pessoas não gratas.
Era uma figura.
Adorava dançar e cantar.
Sempre que podia eu incluia ela nos meus programas.
Veio a fase da adolescência.
Fase complicada essa.
Cheia de conflitos e paixões.
Dúvidas.
Erros e acertos.
Minha amiga,meio irmã.
Escolheu química.
Não sei se foi um pouco influência minha.
Por meu pai ser um químico industrial.
E eu sempre falo dele com um orgulho imenso.
Ajudei como pude nos estudos.
Porque sabia que ela prometia .
Tem um potencial.
Desde de …

Niver do Filhote...

Hoje é um dia mega especial!
Niver do meu primogênito.
Como tudo passa muito rápido.
Parece que foi ontem.
Filipe é o seu nome.
Primeiro em tudo.
Primeiro filho.
Primeiro neto de ambas as partes.
Primeira vez que me vi mãe.
Sabe como é né?!
Marinheira de primeira viagem.
Muito que aprender.
Errei muito.
Pois filhos não vem acompanhados de manual.
Cada um tem o seu jeito e o seu DNA.
Me lembro como se fosse hoje.
Primeira palavra "Brumm"
Tradução carro.
Sim ele é apaixonado por carros desde de sempre.
Fazia coleções de miniaturas Hot Wheels .
Sempre muito organizado.
Detesta que bagunce seu espaço e suas coisas.
Sistemático e teimoso.
Porém tem um ótimo coração.
Sua essência é linda.
Pena que está lá dentro de uma gaveta.
Guardada .
As vezes acho que é por medo de revelar o quanto é sensível.
Amigo.
Tem um sorriso contagiante.
Aprendi com ele o meu primeiro amor de verdade.
Mesmo com modos de pensar e agir diferentes.
Ele é, e sempre será meu primeiro amor.
O cara que gostava…